Segunda, 15 de Agosto de 2022
Direito & Justiça

Decisão

Justiça mantém pagamento de Ludmilla

A decisão entende que não ficou clara a associação do gesto da cantora com o pré-candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva

Foto: Reprodução
post
Na ocasião, Ludmilla (à esquerda de Lula) recebeu um honorário de R$ 222 mil

11 julho, 2022

A Justiça de São Paulo decidiu manter o pagamento da cantora Ludmilla referente ao show realizado na Virada Cultural, organizada pela prefeitura da capital paulista, no dia 29 de maio. No evento, a cantora teria feito a letra “L” com os dedos, em apoio ao pré-candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva. O juiz Kenichi Koyama, da 15ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, entende que não ficou clara a associação do gesto da cantora com o pré-candidato petista. “Na situação, mesmo que não seja ‘L’ de Ludmilla, e que o vermelho estivesse a representar legenda específica, ainda não seria possível acolher a pretensão”, informa o documento. A suspensão do pagamento à cantora havia sido solicitada pelo vereador da cidade de São Paulo, Fernando Holiday (NOVO), por manifestação política em favorecimento a um pré-candidato. Na ocasião, a cantora recebeu um honorário de R$ 222 mil.