Segunda, 15 de Agosto de 2022
Direito & Justiça

Condenação

Bilionária mais jovem do mundo poderá pegar até 20 anos de prisão

Elizabeth Holmes foi considerada culpada em quatro acusações de fraudar investidores

Foto: REUTERS/Brittany Hosea-Small
post
A bilionária, Elizabeth Holmes (foto) era considerada uma promessa na área de biotecnologia e chegou a ser indicada, pelo Vale do Silício, como "o próximo Steve Jobs"

09 julho, 2022

A ex-CEO da Theranos, Elizabeth Holmes, poderá pegar até 20 anos de prisão. Na quinta-feira (7/77), o ex-namorado da executiva e um dos principais colaboradores da empresa, Ramesh "Sunny" Balwani, foi condenado por fraudar investidores e pacientes da empresa. A sentença final deve ser anunciada até o fim do ano. Elizabeth Holmes era considerada uma promessa na área de biotecnologia e chegou a ser indicada, pelo Vale do Silício, como "o próximo Steve Jobs". Aos 37 anos e apelidada de "bilionária mais jovem do mundo" pela Forbes, ela começou a enfrentar um julgamento na Califórnia, em 2021, pelas mesmas acusações de fraude. Em 3 de janeiro de 2022, Elizabeth Holmes foi considerada culpada em quatro acusações de fraudar investidores - três acusações de fraude eletrônica e uma de conspiração para cometer fraude eletrônica - e inocente em quatro acusações de fraudar pacientes – três acusações de fraude eletrônica e uma de conspiração para cometer fraude eletrônica. No entanto, o julgamento chegou a ser anulado e a executiva passou a responder o processo em liberdade após pagar uma fiança de US$ 500.000. O veredicto deve sair até setembro. Se condenada, Elizabeth Holmes pode pegar uma sentença máxima de 20 anos de prisão e uma multa de US$ 250.000, mais restituição, por cada acusação de fraude eletrônica e de conspiração.

Entenda o caso

A Theranos surgiu com uma promessa de revolucionar o setor da saúde. A empresa dizia ter desenvolvido um sensor capaz de detectar qualquer alteração no sangue de um paciente com apenas uma amostra bem menor do que qualquer exame comum de sangue: uma simples gota. Após receber mais de US$ 1 bilhão em investimentos mentindo a respeito da capacidade do seu produto, falsificando testes clínicos e prometendo o impossível para investidores e jornalistas, a Theranos perdeu tudo após uma investigação da Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos da América (EUA).