Sábado, 22 de
Junho de 2024
Mundo

Condenação

Homem é condenado a castração por abusar sexualmente de uma criança

Glenn Sullivan Senior, 54, também foi sentenciado a 50 anos de prisão. Abusos resultaram em uma gravidez indesejada

FreePik
post
Homem é condenado a castração física por estupro de adolescente

01 maio, 2024

A Justiça do estado de Louisiana, nos Estados Unidos, condenou Glenn Sullivan Senior, 54, a castração física e a 50 anos de prisão por ter estuprado uma adolescente várias vezes. O caso aconteceu em Springfield, uma pequena cidade em Livingston Parrish, a 80km de Baton Rouge. Os abusos aconteceram em 2022, quando a jovem tinha 14 anos, e resultaram em uma gravidez. Exames de DNA comprovaram que Sullivan é o pai da criança. Na denúncia, a jovem e a família relataram que Sullivan ameaçou agredi-los para evitar a denúincia. "Muitos casos como esse não são relatados pelo medo. A força que esta jovem deve ter precisado para dizer a verdade diante das ameaças e das adversidades é realmente incrível", disse o promotor Scott M. Perrilloux sobre o caso.

Castração física x química
A lei de Louisiana permite a castração em casos de estupro. Os condenados podem escolher entre a física e a química - Sullivan escolheu a física, conforme noticiado pela revista norte-americana People. Esta será a primeira vez que o procedimento será realizado no distrito. Na castração física, os testículos são retirados. Já a química injeta substâncias que bloqueiam a produção da testosterona, hormônio que controla a libido e, assim, o desejo e impulsos sexuais.