Quinta-feira, 29 de
Fevereiro de 2024
Turismo

Atrações

Goiânia 90 anos: conheça mais de 40 lugares turísticos da capital

Lista inclui de galeria de arte ao ar livre, bibliotecas, monumentos e parques. Maioria das atrações é de graça

Foto: Paula Resende/ G1
post
Vista do alto do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, na Praça Cívica

24 outubro, 2023

Do "x-tudo" na 10 ao prato gourmet no topo de um prédio da cidade. Goiânia vai de "A" a "Z" quando o assunto é diversão. Com rolês para todos os gostos, a "jovem senhora" Goiânia completa 90 anos nesta terça-feira (24). Para celebrar a diversidade da capital goiana, o g1 listou pontos turísticos que vão de bibliotecas e parques à monumentos. Para conhecer melhor a cidade, nada mais justo que ir às ruas. Há artes de rua, vistas exuberantes e histórias da tradição do goianiense.

História
Goiânia foi planejada para cerca de 50 mil pessoas e “nasceu” em 24 de outubro de 1933. Após a chegada da estrada de ferro, da inauguração de usinas, da construção de Brasília e de outros fatores, cerca de 150 mil pessoas já habitavam a capital em 1965. Atualmente, são cerca de 1,4 milhão de habitantes. Além de lugares com arquitetura em arte decó, um estilo de arte visual e design que surgiu no final do século XX, na Europa e foi adotado em vários edifícios da região central, como o Teatro Goiânia e antiga estação ferroviária. Em 2002, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) tombou 22 desses locais, incluindo edifícios, o traçado de Goiânia e o atual bairro de Campinas.

Veja 12 lugares incríveis para conhecer em Goiânia:
Túnel de guarda-chuvas
Para celebrar o mês de outubro, mais de 1,5 mil guarda-chuvas na cor rosa formam um túnel na Avenida Assis Chateaubriand, na Praça Tamandaré. O motivo de a estrutura ter sido montada é alertar sobre a Campanha Outubro Rosa, em prevenção ao câncer de mama.

Serviço
Horário de funcionamento: aberto 24 horas
Localização: Avenida Assis Chateaubriand, Praça Tamandaré
Entrada: gratuita

Parque Zoológico de Goiânia
Com a garantia de diversão para toda a família, o Zoológico de Goiânia foi construído em uma área doada pelo fazendeiro Urias Magalhães em 1933. Sete anos depois, a região foi destinada à criação do Lago das Rosas e com objetivo de ser um local para recreação dos goianienses. Informações divulgadas pela prefeitura mostram que, em 1953, Saturnino Maciel de Carvalho, o responsável pela área, conheceu o professor e ornitólogo José Idasi, que doou animais para o local, tornando-o em um “mini zoológico”. Saturnino Carvalho firmou a ideia de criar um zoológico para a cidade e, com apoio do governador Pedro Ludovico, em 1956, o Parque Zoológico de Goiânia foi oficialmente fundado.

Serviço
Horário de funcionamento: Quarta a Domingo, das 8h30 às 17 horas.
Localização: Alameda das Rosas, Setor Oeste
Entrada: Inteira: R$ 5. Meia: R$ 2,50 (Idosos com 60 anos ou mais, estudantes com carteira estudantil, jovem de baixa renda devidamente identificados, professores das redes estaduais e municipais e doadores de sangue identificados)
Pagamento apenas em dinheiro. Compra de ingressos até às 16h.
Isenção: Crianças com até 5 anos, pessoas com deficiência e acompanhante.

Monumentos
Entre os principais cartões postais da capital goiana, na Praça Cívica está o Monumento às Três Raças, criado pela artista Neusa Moraes em 1968 e que simboliza a miscigenação das três raças que formaram a identidade do povo goiano. Veja alguns dos monumentos mais famosos da capital:

Monumento às Três Raças
Localização: Centro da Praça Cívica, Setor Central
Obra da artista Neusa Morais, inaugurada em 1967
Instalação Caleidoscópio
Localização: Praça Cívica, Setor Central
Obra do artista plástico Siron Franco, inaugurada em 2015

Coreto
Localização: Praça Cívica, Setor Central
Projetado por Jorge Félix de Souza, inaugurado em 1942

Estátua Pedro Ludovico
Localização: Praça Cívica, Setor Central
Obra da artista Neusa Morais

Relógio
Localização: Canteiro central da Avenida Goiás, entre a Praça Cívica e a Rua 01, no Centro.
Projetado por Américo Vespúcio Pontes, inaugurado em 1942. A máquina do relógio foi fabricada pela empresa paulista Michelini e Filho.

Monumento ao Bandeirante
Localização: Cruzamento das Avenidas Anhanguera e Goiás
Obra de Armando Zago, presente do Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito de São Paulo, dedicado ao povo goiano em 1942

Maria Fumaça
Localização: Praça do Trabalhador, atrás da antiga Estação Ferroviária
Locomotiva a vapor de origem alemã adquirida pelo Governo Estadual em 1954 e aposentada em 1960.

Monumento à Paz
Localização: Bosque dos Buritis, Av. Assis Chateaubriand - St. Oeste
Obra do artista Siron Franco, inaugurada em 1988
Monumento aos mortos e desaparecidos na luta contra a ditadura militar
Localização: Avenida Assis Chateaubriand com Avenida Dona Gercina Borges, no Setor Oeste, em frente ao Bosque dos Buritis.
Inaugurada em 2004 para homenagear goianos mortos e desaparecidos políticos dos anos de 1968 e 1969.

Monumento viaduto Latif Sebba
Localização: Localização: Avenida 85, Viaduto Latif Sebba – Setor Marista (antiga Praça do Ratinho).
Projetado pelo arquiteto Marco Antonio Amaral, inaugurado em 2007

Painéis Via Sacra
Os 14 painéis estão distribuídos ao longo da Rodovia GO-060, conhecida como Rodovia dos Romeiros, no trecho que liga Goiânia à Trindade. Os 14 painéis retratam a Paixão de Cristo.
Obra do artista plástico Omar Souto, que trabalhou no próprio local em 1988
Um detalhe que chama atenção é que todos os painéis mostram a menina Leide das Neves, vítima do acidente radioativo com o Césio-137.

Pit-dogs
Tradição em Goiás há mais de 50 anos, os pit dogs são patrimônio cultural de Goiás. Na Rua 10, estão reunidos alguns dos mais tradicionais da capital. O point ideal para o início ou o fim dos rolês.

Serviço
Localização: Rua 10, que liga o Setor Central ao Setor Leste Universitário, perto da Praça Cívica

Beco da Codorna
Tradicionalmente conhecido na capital, o Beco da Codorna é um museu de arte urbana a céu aberto, localizado no centro de Goiânia. A rua estreita que surge da Avenida Anhanguera atrai muitas pessoas que buscam conhecer melhor as artes e registrar o momento. A ideia das artes no local surgiu por parte de alunos de publicidade e propaganda, e foi abraçada por artistas goianos, principalmente grafiteiros. Desde que ganhou as belas cores e formas, a viela recebe shows e vários eventos culturais. O beco foi inaugurado em 2014 e se tornou um cenário deslumbrante da arte goianiense. O local é aberto ao público.

Serviço
Horário de funcionamento: aberto 24 horas
Localização: Avenida Anhanguera, número 5.331, Setor Central
Entrada: gratuita

Praça Cívica
Um dos locais mais visitados da cidade é a Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, a Praça Cívica, no Setor Central. Marco zero da cidade, o local abriga a sede administrativa do governo estadual, a residência oficial do governador, além do Centro Cultural Marietta Teles e o museu Zoroastro Artiaga. Ao lado do Palácio das Esmeraldas e compondo a ampla área da praça, está o Cine Cultura. Além de uma sala de cinema aberta ao público durante toda a semana, o local abriga exposições de artistas goianos, fotografias da vida e trajetória de Pedro Ludovico, contando com uma biblioteca com mais de 100 mil títulos e espaço para estudo. Espaço de inclusão, no mesmo prédio está a Biblioteca Braille, que funciona no local desde 1991 e tem acervo de 2 mil livros físicos e inúmeras obras em mídias digitais. As bibliotecas funcionam de segunda a sexta em horário comercial. A programação do Cine Cultura pode ser confirmada pelo telefone: (62) 3201-4670 e pelo site.

Serviço - Centro Cultural Marieta Telles Machado
Horário de funcionamento: as bibliotecas funcionam de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Já a programação do Cine Cultura pode ser confirmada pelo site do espaço.
Localização: Praça Cívica, St. Central, Goiânia
Telefone: (62) 3201-4670

Planetário da UFG
Para os amantes de astronomia, o Planetário Juan Bernardino Marques Barrio da Universidade Federal de Goiás (UFG) é a proposta ideal para a diversão. O planetário promove atividades educativas e conta com recursos audiovisuais em uma cúpula de 12,5 metros de diâmetro para uma experiência imersiva.

Serviço
Localização: Av. Contorno nº 900 - Parque Mutirama, Setor Central
Valor: R$ 6,00 (estudantes com carteirinha e crianças até dez anos pagam meia entrada).
E-mail: planetario.ufg@gmail.com
A visita deverá ser agendada com antecedência de no máximo um mês, podendo ser feita pessoalmente ou pelos Telefone: (62) 3225-8085 e 3225-8028, com a secretaria do Planetário.

Região da 44 e Feira Hippie
O surgimento da Região da 44 foi impulsionado pela transferência, no ano de 1995, do funcionamento da Feira Hippie de Goiânia para a Praça do Trabalhador, no Setor Central da Capital. O local, atualmente, é considerado o segundo maior polo de moda atacadista do Brasil, atrás somente do Brás, em São Paulo, e o maior do Centro-Oeste. As construções das primeiras lojas e galerias começaram no ano 2000, para aproveitar o grande fluxo de pessoas que passam todos os finais de semana pela Feira Hippie. Hoje, Goiânia é um dos principais destinos de quem busca comprar roupas em atacado e revender pelo país. Ao todo, são mais de 16 mil lojas espalhadas por três grandes avenidas e nove ruas do Setor Norte Ferroviário, todas dedicadas exclusivamente à moda. Com opções para todos os gostos, estilos e idades, a Região da 44 veste o Brasil de Norte a Sul, com muita qualidade a preço justo e aquela receptividade que só a capital goiana tem para oferecer. A Feira Hippie de Goiânia possui cerca de 7 mil bancas e é considerada a maior feira ao ar livre da América Latina. Ela funciona de sexta a domingo, em um ponto histórico da cidade, a Praça do Trabalhado, no Setor Central. A feira surgiu no final da década de 60, quando alguns hippies expunham peças no Mutirama. Os montadores contam com associação própria e a comercialização forte do local é a moda, com preços mais em conta, que atraem excursões de todo Brasil. Atualmente, a Praça do Trabalhador e as ruas da região da 44 passam por reforma, com isso, os feirantes passam por uma realocação no espaço.

Serviço
Horário de funcionamento:
Região da 44 - de terça-feira a sábado, das 8h às 18h. Feira Hippie: sexta-feira, das 8h às 17h; sábado, das 7h às 17h; e domingo, das 7h às 15h.
Localização: Praça do Trabalhador, Setor Norte Ferroviário.

Matriz de Campinas
O primeiro bairro de Goiânia também tem a primeira paróquia da cidade, a Nossa Senhora da Conceição, onde fica a Matriz de Campinas. Localizada na rua Rio Grande do Sul, logo abaixo à Av. 24 de outubro, a igreja cuidada pelos Missionários Redentoristas recebe toda terça-feira a tradicional novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Maior igreja de Goiânia, em 2016 recebeu o título de basílica menor e hoje é chamada oficialmente de Santuário Basílica de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Em seu interior chama atenção os vitrais coloridos e as imagens que fazem reverência aos santos e santas católicos, além de levar um pouco da história de Goiás gravada em painéis. Quem visita a matriz de Campinas, além das celebrações, pode rezar na capela que fica ao fundo e aproveitar a grande praça anexa ao santuário. Cheia de história e tradição, é um ótimo lugar para quem busca renovar a fé.

Serviço
Horário de funcionamento: O santuário fica aberto todos os dias da semana. A programação de missas e novenas pode ser acessada pelas redes sociais da igreja.
Localização: Av. Rio Grande do Sul, 770 - St. Campinas, Goiânia.
Telefone: (62) 3121-5900

Parques de Goiânia
Goiânia possui o título de capital brasileira com melhor qualidade de vida, pelo Instituto Brasil Américas. Segundo a prefeitura, o reconhecimento veio após a implantação de unidades de conservação de áreas verdes. Ao todo, são 42 parques na capital, muitos com área de preservação permanente. Os espaços possuem muito verde e sombra, e são excelentes opções de passeio ao ar livre com a família. O g1 visitou dois deles.

Parque Flamboyant

Ideal para quem ama atividade física, um passeio ao ar livre para renovar as energias e tomar aquela aguinha de coco gelada, o Parque Flamboyant fica situado no Setor Jardim Goiás e tem uma vista espetacular. O parque tem cerca de 130 mil metros quadrados, possui dois lagos, pista para ciclistas, de caminhada, equipamentos de ginástica, parquinhos infantis e muito mais. Além disso, ao redor, possui bares e restaurantes onde as pessoas podem aproveitar a bela vista. A inauguração do parque aconteceu em 2007 e conta com várias espécies nativas do cerrado. Entre a área verde, estão o Estádio Serra Dourada e o Shopping Flamboyant.

Serviço
Horário de funcionamento: aberto ao público todos os dias e a entrada é gratuita.
Localização: Rua 15, 103-157 - Jardim Goiás

Bosque dos Buritis

Localizado no Setor Oeste, o Bosque dos Buritis é o mais antigo de Goiânia. A área possui mais de 141 mil metros quadrados e está localizada nas Avenidas Assis Chateaubriant e Alameda dos Buritis. O bosque foi fundado em 1933, e já foi projetado no Plano Oriental da Cidade para ser uma área verde. A área abriga, atualmente, a Escola de Artes da Prefeitura de Goiânia, o Museu de Artes de Goiânia e um orquidário. Atualmente, o museu de artes passa por uma reforma e está fechado provisoriamente. O parque ainda conta com três lagoas, várias espécies da fauna e flora do cerrado, e é aberto ao público.

Serviço
Horário de funcionamento: A área livre do bosque é aberta ao público. Fechado apenas aos domingos, o orquidário fica aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 8h, e aos sábados, de 8h às 11h. Já a Escola de artes fica aberta de segunda a sexta-feira, de 7h às 22h.
Localização: Av. Assis Chateaubriand - St. Oeste, Goiânia

Mercado Municipal de Goiânia
Localizado na Rua 3, entre as avenidas Anhanguera, Araguaia e Goiás, o Mercado Municipal de Goiânia foi inaugurado em 1950 e concentra uma enorme variedade de produtos e alimentos tradicionais de Goiás. Em 24 de outubro de 1986, o mercado foi transferido para a sede definitiva, onde está hoje, com uma área construída de 6.787 metros quadrados e três andares. No piso superior, que tem acesso através de rampas, ficam os açougues e algumas lojas diversas. No térreo é possível encontrar objetos de decoração, artesanatos, doces e condimentos.

Serviço
Horário de funcionamento: abre todos os dias, das 8h às 18h.
Localização: Rua 3, 322 - St. Central, Goiânia
Telefone: (62) 3941-8298

Estádio Serra Dourada
Maior e principal palco do futebol goiano, o Estádio Serra Dourada encanta quem o conhece. Além de ser a casa da seleção brasileira em Goiás, o gramado que sempre foi considerado um dos melhores do país já viu grandes nomes do esporte e da música. Nele, jogadores conhecidos mundialmente deram seus dribles, marcaram gols e encheram as arquibancadas de emoção. Mas nem só de futebol vive o estádio. Cantores nacionais e internacionais dão a nota em apresentações memoráveis, a mais recente ficou por conta do Guns N' Roses. Para visitar o estádio fora de eventos e jogos, é preciso enviar um ofício para protocolo.seel@goias.gov.br , solicitando o agendamento de visita ao Estádio Serra Dourada, com dia e horário de interesse.

Serviço
Horário de funcionamento: para visitar o estádio fora de eventos e jogos, é preciso enviar um ofício para protocolo.seel@goias.gov.br, solicitando o agendamento de visita, com dia e horário de interesse.
Localização: Avenida Fued José Sebba, nº 1170, Jardim Goiás

Memorial do Cerrado
Retratando em várias partes a história da nossa região, o complexo científico Memorial do Cerrado é uma área da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e está localizada no Campus II, no Jardim Mariliza, em Goiânia. Em 2008, o museu de história natural chegou a ser eleito como o mais bonito de Goiânia, segundo a PUC. O local retrata desde a origem do planeta Terra à chegada dos portugueses ao Brasil. No memorial há pequenas “cidades cenográficas” como: um quilombo, uma fazenda, uma cidade histórica goiana, além de uma aldeia indígena. O espaço também conta com trilhas e muita história para contar.

Serviço
Horário de funcionamento: O memorial funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Entrada: R$ 20 inteira e R$ 10 meia.
Endereço: Av. Engler, s/n - Jardim Mariliza, Goiânia - GO, 74885-460
Contato: Escolas que querem levar os alunospodem agendar as visitas pelos telefones (62) 3946-1711 ou (62) 3946-1728.

Praça do Sol
Para que ama um lugar instagramável, a Praça do Sol, localizada na Rua 9, no Setor Oeste é o lugar perfeito. O local possui um totem gigante com o nome de EU 🧡 GOIÂNIA, onde quem passa por lá pode registrar o amor pela capital. A praça é considerada um dos cartões postais de Goiânia e o espaço urbano é muito frequentado por famílias com crianças que amam brincar nos parquinhos e por quem gosta de praticar atividades físicas. Além da paisagem arborizada, ao redor da praça possui pitdogs (sanduicherias tradicionalmente conhecidas da capital) e restaurantes.

Serviço
Funcionamento: a praça é aberta ao público, com acesso de graça ao letreiro.
Endereço: R. 9, s/n - St. Oeste, Goiânia

Centro Cultural Oscar Niemeyer
O complexo de espaços culturais fica localizado na Avenida Deputado Jamel Cecílio, na região sul, e foi inaugurado em 2006. Um amplo espaço para exposições, apresentações artísticas, shows e outros eventos acontecem na Esplanada da Cultura. Compõe o centro cultural o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Palácio da Música, uma biblioteca e o Monumento aos Direitos Humanos na forma de um triângulo vermelho. Conta com dois acessos pelas rodovias GO-020 e BR-153. O Centro Cultural é aberto ao público todos os dias da semana. Aos sábados e domingos é possível encontrar na entrada, aluguel de patins e skate como opção de diversão.

Serviço
Funcionamento: aberto todos os dias, das 8h às 22h
Entrada: gratuita.
Endereço: Av. Dep. Jamel Cecílio, Km 01 – Goiânia

Órion Business
Com a vista mais espetacular de Goiânia, a 190 metros de altura, o Órion Business & Health Complex foi inaugurado em 2018 e está localizado entre as Avenidas Mutirão e Portugal. O prédio é o maior da capital e um dos mais altos do Brasil. No complexo há mais de dez espaços gastronômicos, entre restaurantes finos, lanchonetes e cafeterias, além de lojas, farmácias, laboratórios, consultórios médicos e uma infinidade de serviços. O local ainda abriga o Hospital Israelita Albert Einsten de Goiânia, o primeiro fora de São Paulo. A vista espetacular da capital pode ser observada em um fim de tarde perfeito em um dos restaurantes, que fica no 40º andar (veja acima – foto do Grá Bistrô). Todas as informações você pode conferir pelo Instagram @orioncomplex .

Serviço
Funcionamento: aberto todos os dias, das 6h à meia-noite.
Endereço: Av. Portugal, 1148 - St. Marista, Goiânia.
Informações: serviços oferecidos constam no site do Órion

Roteiro de bibliotecas
Ler um bom livro também pode estar entre as opções culturais em Goiânia. Confira a lista de bibliotecas abaixo:

Biblioteca Professor Jorge Félix de Souza – IFG: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – R. 75, 46 – Centro, (62) 3227-2799
Biblioteca Marieta Telles Machado: Praça Universitária – Setor Leste Universitário, Goiânia – GO, (62) 3524-1786
Biblioteca Estadual Escritor Pio Vargas: Centro Cultural Marieta Telles Machado, Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, 2 – St. Central, (62) 3201-4618
Biblioteca Seccional Campus Colemar Natal e Silva – UFG: 5ª Avenida – Setor Leste Universitário, (62) 3209-6013
Biblioteca Central da Pontifícia Universidade Católica de Goiás: Rua 226 esquina com Rua 235, Área I, Setor Leste Universitário (62) 3946-1111
Biblioteca Indústria do Conhecimento SESI / OVG: R. 44, 630 – Setor Norte Ferroviário, (62) 3201-9705
Biblioteca Sesc Centro: Rua 15 esq. com a Rua 19 no Centro de Goiânia, (62) 3933-1700
Biblioteca SESC Campinas: Av. Rio Grande do Sul, 123 – St. Campinas, (62) 3522-6450
Biblioteca Municipal Cora Coralina: Funcionamento: Das 7h30 às 21h e não abre aos finais de semana. Av. 24 de Outubro, 120 – Setor. Campinas, (62) 3524-1975
Biblioteca Jornalista Isanulfo de Abreu Cordeiro – Centro Cultural Oscar Niemeyer: GO-020 – Chácaras Alto da Glória, (62) 3201-4932
Biblioteca Central Prof. Alpheu da Veiga Jardim – UFG: Campus Samambaia, Av. Esperança, s/n, (62) 3521-1151
Biblioteca Braille José Alvarez de Azevedo: Praça Cívica, s/nº (prédio da Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira), (62) 3201-4649
Biblioteca UEG Laranjeiras: Av. Prof. Alfredo de Castro S/N, Bairro: Chácara do Governador, (62) 3522-5617
Biblioteca do TRT 18: Horário de funcionamento é de 2ª a 6ª, das 8h às 16h, Rua T-51 esquina c/ Av. T-1, Setor Bueno, (62) 3222-5340