Quarta-feira, 24 de
Abril de 2024
Geral

Investigação

Grupo é preso suspeito de matar militar do Exército

Joaly Alves Reis Carlota teria discutido com os suspeitos após alegar que seu relógio foi furtado

Foto: Divulgação/Polícia Civil
post
Grupo é preso suspeito de matar militar do Exército após ele dizer que teve relógio furtado em festa, em Planaltina — Goiás

24 fevereiro, 2024

Quatro homens foram presos suspeitos de matar o militar do exército Joaly Alves Reis Carlota, em Planaltina, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Civil, eles agrediram o homem com socos e chutes e, em seguida, fizeram vários disparos de arma de fogo contra ele. Como o nome dos suspeitos não foi divulgado, o g1 não conseguiu localizar a defesa deles até a última atualização desta reportagem. O crime aconteceu na madrugada do dia 26 de junho de 2023, em uma festa no Setor de Chácaras da Lagoa Formosa. A Polícia Civil disse que a vítima discutiu com os quatro investigados após alegar que seu relógio foi furtado durante uma festa. A investigação apurou que após o crime, os suspeitos fugiram da cidade. Um deles trocou o carro usado na fuga por drogas no Mato Grosso. Os quatro envolvidos passaram a ser monitorados pelo Grupo de Investigação de Homicídios até o cumprimento dos mandados de prisão temporária. O delegado Augusto Albernaz, responsável pela investigação do caso, disse que o principal alvo foi preso quando tentava entrar em um motel de Planaltina. O suspeito, que não teve o nome divulgado, também é investigado por outro homicídio e por participar de um terceiro. Ele também possui passagens por tráfico de drogas e associação criminosa. Com a prisão do primeiro suspeito, outros dois foram localizados dias depois, sendo um deles apontado como "piloto de fuga" do grupo. Já o quarto suspeito foi preso após cerca de uma semana, no distrito de São Gabriel.