Terça, 25 de Janeiro de 2022
Estado

Atraso

Ministério da Saúde atrasa envio das primeiras doses de vacina

Imunizantes, que deveriam ter chegado de madrugada, devem chegar ainda na manhã desta sexta-feira (14/1). Aplicação no estado deve começar na segunda-feira (17/1)

Foto: Reprodução/Agência Brasil
post
Frascos da vacina da Pfizer em versão pediátrica (laranja)

14 janeiro, 2022

O Ministério da Saúde atrasou o envio das mais de 40 mil doses de vacinas da Covid-19 para crianças que seriam entregues em Goiás na madrugada desta sexta-feira (14/1), de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). O estado está prevendo começar a vacinação para o público entre 5 e 11 anos na próxima segunda-feira (17/1). Por telefone, a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde informou que o atraso foi devido ao um remanejamento das vacinas em voos. A previsão é que as doses cheguem ao estado às 13h55. O governado Ronaldo Caiado divulgou que o voo com 44,3 mil doses chegaria ao estado à 1h30. Porém, ainda de madrugada, a SES enviou uma nota dizendo que a entrega foi cancelada. “Segundo o órgão do governo federal, há uma previsão de que as doses estejam disponíveis ainda na manhã desta sexta-feira”, disse a secretaria. A SES afirmou ainda que aguarda mais informações do Ministério da Saúde e que já está com toda a logística preparada para enviar as doses aos municípios o mais rápido possível. A imunização será feita em ordem decrescente de idade, começando pelos que têm 11 anos. Segundo uma estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em Goiás existem cerca de 726 mil crianças entre 5 e 11 anos. “O objetivo é que na segunda-feira (17/01), todo o território goiano esteja abastecido para início da campanha para o público de 11 anos de idade, a depender da chegada das doses”, completou a secretaria.