Domingo, 22 de Maio de 2022
Estado

Pandemia

Goiás bate 1 milhão de casos conhecidos de Covid-19

Estado tem incidência de 14.248 casos para cada 100 mil habitantes. Ao todo, morreram 24.858 pessoas por causa da doença

Foto: Reprodução/Redes sociais
post
Algumas das mais de nove mil vítimas da Covid-19 em Goiás

22 janeiro, 2022

Goiás bateu neste sábado (22/1) a marca de 1 milhão de casos conhecidos de Covid-19 desde o início da pandemia, há quase dois anos, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Ao todo, morreram 24.858 pessoas por causa da doença. A taxa de letalidade é de 2,49%.De acordo com o painel da Covid, gerenciado pela SES, o estado tem incidência de 14.248 casos para cada 100 mil habitantes. Nas últimas 24 horas, foram 3.685 novos contaminados e 9 mortes. Em relação aos casos conhecidos, 53,71% (537.127) dos registros são de mulheres, enquanto os homens representam 46,29% (462.872). Até o momento, a SES contabilizou 953.503 pessoas recuperadas. Os primeiros casos foram registrados em março de 2020. A primeira morte foi contabilizada no mesmo mês, no dia 26 de março, de uma idosa de 66 anos, que morava em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal.

Mortes
 

Entre as mais de 24 mil mortes, estão crianças com idade inferior a 10 anos. Gael Oliveira Clímaco morreu por causa da doença em 19 de janeiro deste ano. Ele tinha apenas 8 anos e paralisia cerebral. De acordo com a família dele, os sintomas começaram dias antes de as vacinas pediátricas chegarem à capital. Humberto Clímaco, pai de Gael, contou que, mesmo com todos os cuidados, a família toda se contaminou. No entanto, só Gael teve sintomas graves e uma evolução muito rápida do quadro. Poucos dias após os primeiros sinais, ele foi internado e não resistiu. A vacinação contra a Covid para crianças começou na segunda-feira (17/1). O cronograma prioriza a ordem decrescente de idade, mas aqueles que têm alguma comorbidade já podem ser imunizados.  Antes de a vacina chegar, a pequena Heloisa Alves da Mata, de 3 anos, também morreu de Covid em abril do ano passado. Enquanto esteve internada em Goiânia, a menina teve oito paradas cardíacas e não resistiu. Além das crianças, o vírus provocou a morte de policiais militares, professores, jornalistas, políticos, entre muitos outros. O prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela, morreu aos 71 anos em 13 de janeiro de 2021. Ele se recuperou da Covid, mas teve complicações graves. O padre Jesus Flores, de 88 anos, morreu de Covid-19 em Goiânia, em setembro do ano passado. Ele estava internado na UTI de um hospital em estado gravíssimo. A chegada da variante ômicron no final de 2021 preocupou as autoridades em vigilância sanitária. A primeira morte pela nova linhagem no Brasil foi registrada em Aparecida de Goiânia, em 6 de janeiro. A vítima foi um idoso de 68 anos portador de doença pulmonar obstrutiva crônica e hipertensão arterial.

Vacinação
A vacinação contra a Covid em Goiás começou em 18 de janeiro do ano passado. A moradora de um abrigo de idosos Maria Conceição da Silva, de 73 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada no estado, em Anápolis. Na área da saúde, a técnica de enfermagem Paulete Pereira dos Santos, de 50 anos, foi a primeira profissional da saúde de Goiás a receber a vacina contra o coronavírus. Segundo os dados do painel da Covid, até este sábado foram aplicadas 10.518.872 de doses das vacinas contra a doença, que representa 75,22% de vacinados com a 1ª dose e 63,11% com a 2ª dose ou dose única em todo o estado.