Terça, 25 de Janeiro de 2022
Estado

Alerta

Após elevação de vazão em Usina Hidrelétrica, Defesa Civil emite alerta

Órgão emite alerta para moradores de seis cidades do Tocantins

Foto: Reprodução/G1
post
Usina Hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães, em Lajeado - Tocantins

11 janeiro, 2022

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros emitiram alerta laranja na segunda-feira (10/1) para seis municípios do Tocantins. Segundo os órgãos, o alerta é decorrente da elevação da vazão da Usina Hidrelétrica de Lajeado que deve atingir um aumento acima do maior pico já registrado. O volume de água pode gerar alagamentos e a recomendação é que famílias em áreas de risco saiam de casa.

O alerta vale para as seguintes cidades:

Lajeado
Miracema do Tocantins
Rio dos Bois
Pedro Afonso
Itapiratins
Palmeirante

Os órgãos informaram que a vazão poderá chegar a 18.500 m³/s. Esse será o maior pico registrado até o momento. No dia 29 de dezembro de 2021 o volume marcou 17.155m³/s. A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDECs) está acompanhando a situação . "A Defesa Civil recomenda que a população que se encontra em risco iminente e ribeirinhos que estejam em áreas rurais ou próximo ao Rio Providência que desocupem a área", informou o órgão. O órgão disse ainda que a Investco, empresa que administra a UHE, está realizando o monitoramento em toda a extensão do lago e rio Tocantins. "A empresa comunicou que parte desta vazão a UHE Lajeado irá reter, porém a outra parte da água terá que descer, o que estima em uma vazão aproximada de 18.500 m³/s", informou o governo. Em caso de urgência ou para informar sobre ocorrências ou situações de perido, o morador pode acionar a Defesa Civil, pelo telefone 199, ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Enchentes no Tocantins

O grande volume de chuvas registrado desde o fim de dezembro vem deixando estragos em cidades de norte a sul do Tocantins. Comunidades ficaram ilhadas, centenas de pessoas desabrigadas e diversos trechos de estradas foram impactados pelas chuvas. Segundo o último balanço da Defesa Civil, estado segue com mais de 800 pessoas desabrigadas ou desalojadas por causa de enchentes Na segunda-feira (10/1) são 313 desabrigados, moradores que tiveram que sair de suas propriedades e foram levados para abrigos públicos. As cidades com pessoas nesta situação são: Araguanã, Formoso do Araguaia, Itaguatins, São Miguel, Rio dos Bois e Pedro Afonso. O estado também tem 537 desalojados – também precisaram sair de suas propriedades, mas foram para casa de parentes, amigos ou vizinhos. Os moradores nesta situação estão Araguanã, Axixá do Tocantins, Dois Irmãos, Esperantina, Paranã, Rio dos Bois, Pedro Afonso, Tupirama, Tupiratins, Palmeirante, Bom Jesus, São Sebastião, São Miguel, São Sebastião, Sampaio e Itaguatins.