Sábado, 22 de
Junho de 2024
Brasília

Prisão

Militar investigado por tentativa de Golpe é preso em aeroporto

Corrêa Netto estava nos Estados Unidos e era aguardado pela Polícia Federal em Brasília

Reprodução/Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Porto Alegre/Facebook
post
Bernado Romão Corrêa Netto é Coronel do Exército

11 fevereiro, 2024

Investigado pela Polícia Federal no inquérito que apura a suspeita de tentativa de golpe de Estado , o coronel do Exército Bernardo Romão Corrêa Netto foi preso no aeroporto de Brasília  (DF) ao retornar dos Estados Unidos na madrugada deste domingo (11/2). Corrêa Netto está detido no Batalhão da Guarda Presidencial e passou por audiência de custódia nesta manhã, quando a prisão foi mantida. A polícia estava com a ordem de prisão preventiva do Coronel desde quinta-feira (8/2), entretanto, o militar estava realizando um curso no Colégio Interamericano de Defesa em Washington. Segundo apuração da PF, o Coronel organizou uma reunião das Forças Especiais do Exército para discutir o golpe em 28 de novembro de 2022, após o segundo turno das eleições presidenciais. Na época, Corrêa Netto era assistente do Comando Militar do Sul e é apontado como homem de confiança do tenente-coronel Mauro Cid , ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), também investigados pela operação Tempus Veritatis . A prisão de Corrêa Netto foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes . De acordo com a PF, no celular de Mauro Cid existem diálogos que mostram que o coronel convocou para a reunião apenas militares formados no curso de Forças Especiais, conhecidos como ‘Kids Pretos’, o que “demonstra planejamento minucioso para utilizar, contra o próprio Estado brasileiro, as técnicas militares para consumação do golpe de Estado”. Moraes ainda informou que Corrêa Netto atuou “nas medidas direcionadas à disseminação de notícias falsas por integrantes das Forças Armadas em associação com outros membros do grupo criminoso para desacreditar o processo eleitoral.