Segunda, 15 de Agosto de 2022
Brasília

Prevenção

Ações do Projeto Piloto para controle do consumo do Tabaco é apresentado a entidades parceiras

Projeto pretende incorporar ações intersetoriais para a efetivação de medidas de prevenção à iniciação do consumo do tabaco

Foto: Laiany Alves/Governo do Tocantins
post
O representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Diogo Alves, reforça a cooperação técnica para o aprimoramento das políticas de controle do tabaco, devido ao seu impacto na saúde

26 abril, 2022

Em reunião, na sede do Ministério da Saúde (MS), em Palmas, nesta terça-feira (26/4), a equipe técnica do Instituto Nacional de Câncer (INCA) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), que coordena o Programa Estadual de Controle do Tabaco, apresentaram às entidades parceiras, a Política Nacional de Controle do Tabaco (PNCT) e as estratégias para aprimoramento, que inclui o trabalho intersetorial, envolvendo diversas entidades para a promoção e prevenção do consumo do tabaco. A coordenadora do Programa Estadual de Controle do Tabaco, Andréa Cristina Alves da Silva  detalha que a iniciativa busca parcerias intersetoriais, “o tabaco não é um problema apenas do setor Saúde, a Organização Mundial de Saúde já classifica como uma pandemia, uma doença crônica com mortes evitáveis. O envolvimento de setores da educação e fiscalização   são chaves para reduzir o consumo. Pretendemos criar uma Comissão Estadual Multisetorial capaz de criar ações para controle e redução do consumo do tabaco”. O representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Diogo Alves, reforça a cooperação técnica para o aprimoramento das políticas de controle do tabaco, devido ao seu impacto na saúde. “Mundialmente estão se trabalhando o controle do tabaco, um grande desafio que está sendo incorporado em tratados internacionais. O Brasil é pioneiro nesta política, em conjunto com apenas 24 países do mundo, que ofertam serviços de cessação do consumo do tabaco, gratuito, integral e com acompanhamento medicamentoso. Necessitamos trabalhar as estratégias da Convenção Quadro da OMS, monitorar o uso, advertir sobre os perigos, fazer cumprir as proibições e oferecer ajuda para cessação do consumo”, disse. Participaram da reunião representantes da Secretaria Estadual de Educação, Procon, Vigilância Sanitária (Visa), Universidade Federal do Tocantins (UFT) e universidades privadas Ulbra e Unopar.  A programação do Projeto Piloto do INCA para a controle do Tabaco segue até sexta-feira (29/4), com reuniões com a equipe técnica da SES-TO, Conselho de Secretários Municipais de Saúde (COSEMS/TO), reunião com coordenadores dos programas municipais e visitas técnicas aos municípios de Paraíso do Tocantins e Palmas.