Terça, 25 de Janeiro de 2022
Brasil

Auxílio

Auxílio Brasil: confira se você está entre as 3 milhões de famílias incluídas

Pessoas pobres e extremamente pobres são o público do programa social

.Foto / Imagem: Governo Federal
post
Auxílio Brasil: confira se você está entre as 3 milhões de famílias incluídas

13 janeiro, 2022

Na terça-feira (11/01) o Ministério da Cidadania incluiu mais 3 milhões de famílias ao Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família. Com o acréscimo, mais de 17,5 milhões de famílias têm direito ao programa do governo federal. Para consultar se você faz parte do benefício basta acessar o aplicativo do Auxílio Brasil. De acordo com o Ministério da Cidadania, os beneficiários receberão o Cartão Auxilio Brasil no endereço cadastrado no CadÚnico (Cadastro Único) junto com uma carta informativa com orientações gerais. Além do cartão físico, o beneficiário pode acessar o Caixa Tem e movimentar o valor creditado e efetuar diversas transações. O valor fica disponíveis por 120 dias a partir do pagamento. Para baixar o aplicativo basta acessar a loja de aplicativos do seu celular, buscar por 'Caixa Tem', informar os dados solicitados, registrar a senha e começar a usar. Veja o passo a passo:

Preencha suas informações de login que foram criadas no Caixa Tem, com o CPF e senha;

Caso não tenha um perfil, clique em “Criar login”

Preencha todos os seus dados pessoais, e crie uma senha forte

Um e-mail de verificação chegará para confirmar seu acesso

Em seguida, faça o novo login com sua senha e CPF.

Caso tenha alguma dúvida, o beneficiário pode ligar para a centra 111 de Atendimento ao Cidadão da Caixa ou discar 121 para relatar denúncias junto ao Ministério da Cidadania.

Fim da Espera

Com a inclusão de 3 milhões de famílias ao Auxílio Brasil, o Ministério da Cidadania anuncia o fim da fila do programa de transferência de renda. Segundo a pasta, o benefício de 2022 levará R$ 7,1 bilhões em pagamento aos assistidos.

Requisitos

Para receber o Auxílio Brasil a famílias deve estar inscrita no CadÚnico, em situação de pobreza (com renda por pessoa inferior a R$ 200) ou extrema pobreza (com renda mensal por pessoa inferior a R$ 100). O cadastro no sistema do governo federal deve ser feito no CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) mais próximo a sua cidade.