Sexta, 26 de Fevereiro de 2021
Raimundo Lira
ÀS SUAS ORDENS!

por Raimundo Lira

Opinião

Mauro Carlesse despreza siglas partidárias e entra na guerra contra a Covid-19 em defesa da vida

A atitude humanitária de Carlesse em desfesa da vida precisa ser respeitada e valorizada pelo povo do Tocantins

Foto: Divulgação
post
Em 2018 jornalista Raimundo Lira e o candidato a governador do Tocantins, Mauro Carlesse

30 agosto, 2020

Por Raimundo Lira

Sou  super econômico  em minhas palavras, quando preciso elogiar alguém, mas até certo ponto exagerado quando tenho que reconhecer os esforços desse mesmo alguém, quando esta pessoa dá um passo à frente  para ajudar e/ou tentar ajudar   as  pessoas menos favorecidas. Não sou amigo pessoal do governador  do Tocantins Mauro Carlesse (DEM).  Conheci Carlesse durante sua campanha eleitoral para a  eleição suplementar de governador  – mandato tampão - de 2018. Eu trabalhava no  marketing da sua campanha   junto com outros jornalistas, publicitários e produtores - por sinal: uma campanha bem produzida, de alto nível e  propositiva.    Um dia bem cedinho, eu encontrei com Muro Carlesse no departamento de redes sociais (Tv3) quando  ele me perguntou: Qual é o seu nome? Eu respondi: Raimundo Lira;  ele imediatamente me fez um pedido: me ajude a  ganhar esta eleição, porque eu preciso  melhorar a vida do povo  Tocantinense.  Vossa Excelência   já está ajudando Sr. Governador. O povo  está vendo  o Senhor  e sua equipe setorial, percorrendo  o Tocantins  de norte a sul e de leste a  oeste, para socorrer com milhares de cestas de alimentos,   as famílias carentes e as vítimas  da Covid-19. É uma missão difícil, porém é de fato - acredito - sua  sensação governador Carlesse  do dever cumprido.    O então candidato Mauro Carlesse, determinado e confiante, conseguiu se eleger e reeleger governador do estado do Tocantins, nas eleições gerais de 7 de outubro de 2018. Empossado no dia 1º. de Janeiro de 2019, como governador do estado do  Tocantins, a primeira medida de Mauro Carlesse  foi colocar em dia a folha de pagamentos do funcionalismo público estadual – contas essas deixadas pelo seu antessessor - quando tinha  ou sobrava dinheiro no cofre do governo estadual.  Em seguida, com a ajuda do deputado estadual  e presidente da Assembléia Legislativa do Tocantins Antônio  Andrade (PTB) e seus pares, Carlesse   enquadrou  o Estado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e regularizou definitivamente  a situação fiscal do Tocantins, após sete anos de inadimplência. Nesta situação, o Estado não poderia   contratar  empréstimos internos e  externos e nem verbas junto ao  Governo Federal.   Mas, quando o governador Calesse e sua equipe  se preparavam para executar vários ações de governo,  veio a pandemia da Covid-19, que além do estado do Tocantins, está   contaminando e matando humanos nos estados vizinhos como: Pará, Maranhão, Mato Grosso e no estado de Goiás, assim como no mundo inteiro. Aliás,  em Goiás, os sucessivos decretos  de “isolamento social”, do governador  Ronaldo Ramos Caiado (DEM)  e do prefeito de Goiânia Iris Rezende Machado (MDB)  foram totalmente  desrespeitados por alguns prefeitos goianos e pela  ganância por dinheiro  de vários empresários; os  resultados  destes  feitos, são  os   altos índices de  transmissções do vírus e das  mortes;  porém,  agora  ninguém acha os verdadeiros culpados   pelas mortes em Goiás.      Então vamos direto,  ao que nos mais interessa:  vejo  com alegria e muita esperança  todos os  esforços envidados pelo  governador do Tocantins, Mauro Carlesse,  que em concomitância com a sabedoria  e o conhecimento do médico e  secretário  da saúde   Edgar Luis  Tollini – também infectado pelo Covid-19 - na busca de parcerias com os  prefeitos dos maiores  municípios tocantinenses para conter o avanço da pandemia  no Estado. O governador desprezou totalmente as questões políticas e priorizou a defeza da vida do povo tocantinense.  Carlesse com desprendimento e determinação já recebeu em seu gabinete no Palácio Araguaia  em Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), prefeita da Capital;   Dr. Moisés Avelino (MDB), médico,  ex-governador e atual prefeito de Paraíso do Tocantins; Ronaldo Dimas (Podemos), prefeito de Araguaína; E para fechar o ciclo de  contados com os  prefeitos,  o governador Carlesse ainda  irá receber os prefeitos: Joaquim Maia Neto (PV) de Porto Nacional e Laurez Moreira (PSB),  prefeito do município de Guripi – sul do Tocantins.  E ai daquele  prefeito que rejeitar esta parceria que está sendo proposta pelo  Governo Tocantins, porque o povo está de olho,  sofrendo com a pandemia e o governador, está a todo custo, querendo salvar vidas. Então, aproveito a oportunidade para deixar  o meu recado:  Jornalista que se preza, escreve o que pensa e o que sente  e assume as consequência - sou assim;  aprendi com grandes jornalistas que  tive a grata satisfação de trabalhar com eles como: Elton Costa Campos, Mário Chimanovik, Gilberto Dimenstein, Milton das Graças, Batista Custódio  e Wasghinton Novaes - este falecido recentemente - que,  o verdadeiro jornalismo  é feito do cérebro pra  cima e não do umbigo pra baixo.  Até o próximo!


Raimundo B. Lira  é jornalista, Internacionalista e Presidente da Comissão Provisória para a Organização e Legalização da Associação Brasileira de Blogs e Sites (AABBwebsite / Brasília - DF). Os artigos de opinião e/ou as matérias assinadas,  não refletem necessariamente a opinião  do site, portanto  são de responsabilidade de seus autores, sem vínculos empregatícios e do cumprimento de horário de trabalho.  Texto intelectual protegido pela Lei dos Direitos Autorais  (9.610/98). Este conteúdo pode  ser republicado, desde que cite a fonte e autoria.