Terça, 02 de Março de 2021
Brasil

Milícias digitais

Moraes: Prisão de Silveira foi ‘marco no combate ao extremismo antidemocrático’

“Com essas milícias digitais, nós estamos sofrendo o mais pesado, mais forte e mais vil ataque às instituições e ao estado democrático de direito”, acrescentou

Foto: Alan Marques
post
Alexandre de Moraes enfrentou o crime organizado nas redes sociais e salvou as instituições de ataques

22 fevereiro, 2021

Brasília (DF) -  O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, disse segunda-feira (22/2), que a confirmação da ordem de prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) nos plenários da própria Corte e da Câmara dos Deputados foi um “marco no combate ao extremismo antidemocrático”. “O incentivo a dar surras em ministros do Supremo Tribunal Federal, o incentivo a agressões contra a saúde e vida de ministros do Supremo Tribunal Federal, o incentivo à ditadura e ao AI-5 que fecha o Supremo Tribunal Federal não são críticas, são atentados contra a democracia”, disse. Relator dos inquéritos das fake news, aberto para apurar notícias falsas, ofensas e ameaças dirigidas aos integrantes do Tribunal, e dos atos antidemocráticos, que investiga a organização, o financiamento e a divulgação de manifestações contra a democracia, além de próximo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro participou do seminário virtual Eleições 2022 e desinformação no Brasil, organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV). “Nós não podemos mais deixar que as redes sociais sejam terra de ninguém. Porque os discursos de ódio e antidemocráticos vêm manipulando as pessoas”, afirmou na transmissão. “Com essas milícias digitais, nós estamos sofrendo o mais pesado, mais forte e mais vil ataque às instituições e ao estado democrático de direito”, acrescentou.